domingo, 21 de fevereiro de 2010

A arte de dizer muito em Quase Nada

Fábio Moon e Gabriel Bá são ícones das HQs nacionais. Num cenário de explosão criativa e surgimento de nomes de peso no país, como os de Rafael Grampá, Rafael Coutinho, Fabio Cobiaco e outros, são uma das principais referências da nova geração. Além de parceiros são irmãos, com uma longa e respeitável lista de publicações, desde o fanzine nacional 10 Pãezinhos até 5 (feito a dez mãos, por Moon, Bá, Rafael Grampá, Becky Cloonan e Vasilis Lolos), consagrado com o Eisner, o prêmio máximo dos quadrinhos mundiais. Também têm um Jabuti, pela adaptação em quadrinhos d'O Alienista, de Machado. Contudo, os irmãos têm seus sucessos individuais, The Umbrella Academy e Sugarshock são HQs premiadas com o Eisner, Bá é o desenhista da primeira, que é escrita por Gerard Way, Moon desenha a segunda, escrita pelo cara, Joss Whedon. Estão escrevendo e ilustrando Daytripper, um trabalho da linha Vertigo, fenomenal selo norte-americano de quadrinhos alternativos.
Dentre suas várias incursões artísticas está a tira Quase Nada, publicada aos sábados na Folha. Como o nome insinua são quadrinhos curtos, que tratam, em quase nada, sobre quase tudo, do trivial ao tocante. Aqui, mostro algumas das edições que me são mais caras...
Estes ilustres gêmeos são os autores do blog 10 Pãezinhos, uma ode às estórias.



Postar um comentário